Português Fingiu Ser Vítima de Incêndio e Ficou 9 Meses em Hotel

António Gouveia, um cidadão português a viver Inglaterra foi detido pelas autoridades britânicas por ser suspeito de se ter feito passar por uma das vítimas do incêndio de Junho de 2017 da Torre Grenfell, em Londres.


Segundo as autoridades, António disse que residia na Torre Grenfell e que estava lá na noite em que ocorreu o incêndio. O apartamento que o português dizia morar, era na realidade de uma mulher idosa que nunca tinha ouvido falar de António.
Segundo a comunicação social britânica, António Gouveia recebeu cerca de 59 mil euros em ajudas dadas pelo governo britânico. Esse dinheiro estava destinado aos sobreviventes e familiares das vítimas do incêndio. O português viveu durante 289 dias de forma gratuita num hotel, e ainda usufruiu de subsídios de alimentação.

Este não é a primeira vez que o português tem problemas com a lei, visto que já tem cadastro. Na altura do incêndio António tinha se divorciado à pouco tempo e estava a fazer “couch surfing”, uma espécie de serviço de alojamento gratuito.

O cidadão português é a 11ª pessoa a ser detida por suspeita de fraude relacionada com o incêndio na Torre Grenfell, que provocou 71 vítimas mortais.

É de lamentar que existam “pessoas” que tentem tirar partido de uma desgraça destas.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixar uma resposta